01 maio, 2014

Resenha O Mágico de OZ

    O Mágico de Oz vai contar a história de Dorothy que mora na cidade do Kansas com seus tios. Durante um ciclone Dorothy vai buscar seu cachorro, Totó,  para levá-lo para o abrigo em baixo da terra, mas é pega de surpresa e sua casa é levada pelo vento. Sua casa aterrissa em cima de uma bruxa má no mundo de Oz, as pessoas que moram lá ficam feliz pela morte da malvada e dá seus sapatos mágicos para Dorothy. 
         Dorothy quer voltar para casa, uma mulher indica para ela ir até o Magnifico Mágico de Oz. Dorothy então começa sua jornada na estrada de tijolos amarelos para ir até a cidade das Esmeraldas conversar com o Mágico de Oz, para que ele a mande de volta para sua casa.
          Ganhei esse livro da minha irmã em janeiro, ela tem uma mania de quer me dar os livros que ela quer ler e este está no meio deles. Dorothy conta como encontrou cada um de seus amigos - O Leão, O Espantalho e o Lenhador de Lata- é interessante notar que o Leão mesmo querendo ser corajoso, no decorrer da narrativa dá para perceber que ele já possui-a; O Espantalho que quer inteligência consegui bolar planos infalíveis, os tirando de algumas situações ruins; O Lenhador de Lata almeja um coração já o tem, pois consegue demostrar isso, coisas extremamente sucintas.


      Embora seja um livro destinado a o público infantil, não é que seja restrito apenas a ele. Eu, com meus quase dezoito anos, li algumas cenas que achei fortes (não tão fortes) que uma criança poderia se assustar, ou sentir medo, assim como eu. É um bom livro, bem escrito, envolvente. O ponto negativo, que para alguns pode ser considerado positivo, é que: o livro tem vários clímax, quando você acha que já está acabando a aventura aparece algo novo que se tem que fazer. Não se deixe enganar, embarque nesta aventura repleta de significados nas entrelinhas, como amizade, lealdade, autoconfiança e manipulação em massa.


XoXo, Jaque.

Nenhum comentário:

Postar um comentário